sábado, 18 de setembro de 2010

Na luta contra o crack







Os números são assustadores, e remetem a verdadeira epidemia, sem controle, sem vacina, sem especialistas suficientes para tratar da doença. Muito menos para preveni-la. O assunto é o crack, que atinge hoje, no Brasil, nada menos de 1,2 milhão de pessoas, que começam a usar a droga a partir dos 13 anos. Os dados foram apresentados ontem, durante o lançamento da Frente Parlamentar Mista de Combate ao Crack, na Câmara dos Deputados.

Na verdade, eles representam uma estimativa, feita com base em dados do censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Mas refletem bem a realidade do país, até agora à mercê desta hedionda epidemia que atinge a família brasileira, de todas as camadas da sociedade.

Aliás, embora com atraso, excelente a ideia da criação desta frente parlamentar que, espera-se, alcance o sucesso em seus objetivos essenciais, quais sejam o de lutar, incessantemente, contra a epidemia de crack que atingiu o país.

Na verdade, a epidemia já estava entre as prioridades do Ministério da Saúde, que, em dezembro passado, lançou a criativa Campanha Nacional de Combate ao Crack, já de posse de dados extremamente preocupantes sobre o crescimento assustador do consumo da droga no Brasil.

Entretanto, somente uma campanha não resolve a intrincada questão. É preciso investir mais, tanto no combate ao tráfico como no tratamento dos usuários. O mais grave é a popularização da droga entre jovens dos 15 aos 29 anos de idade, justamente o público alvo da última ação do Governo federal contra o crack.

E a constatação, do próprio Ministério da Saúde, é a de que não se conseguiu resolver a situação criada pelo crescimento importante do número de brasileiros dependentes do crack. Na verdade, são insuficientes as clínicas especializadas no tratamento destes dependentes químicos conveniadas ao Sistema Único de Saúde. Importante destacar que o próprio convencimento do usuário para que se submeta ao tratamento ou à internação já é difícil, pois não se dispõe de profissionais preparados para tal função.

Infelizmente, não são poucas as famílias brasileiras duramente atingidas pelo crack, que não têm a quem recorrer. Não raros são os casos de mães desesperadas que acorrentam seus filhos em casa, na tentativa de afastá-los da droga. Uma realidade que precisa ser mudada, urgentemente.


Retirado do site R7 - Opinião do Hoje em dia.

5 comentários:

  1. O combate tem que ser em várias frentes. Isso é uma batalha. É verdade!!! Vcs pensam que não??? Estamos em guerra e temos tido muitas baixas. Dentre essas baixas pode estar o seu filho. Do que adianta um Sistema de Saúde eficiente se temos uma policia cujo certos policiais servem de facilitadores?? Do que adianta termos uma policia eficiente se não damos perspectiva de um futuro para nossos jovens???

    Hj todos nós sabemos que a realidade tem ficado cada vez mais distante do passado. O desemprego tem aumentado terrivelmente e ainda em contrapartida a mão de obra requisitada hj em dia tem que ser toda especialiazada. Há pouco tempo tivemos um concurso que ficou famoso pelos seus participantes. Foi um concurso para gari. Não desmerecendo os mesmos, pois eles tem um papel importante na sociedade, mas dentre os participantes tínhamos várias pessoas formadas.

    Ou seja, hj em dia fica até dificil dizermos aos nossos filhos:`` Estude meu filho, pois sem estudo não temos futuro``. Agora eu creio que o certo seria dizer:``Estude meu filho, pois se com muuuuuito estudo ainda arriscamos não ter um bom futuro, imagina sem!!!!``

    Educação em primeiro lugar. Perspectivas para nossos jovens. A educação trabalha em todos os âmbitos, pois é através dela que teremos futuros politicos envolvidos com a verdadeira politica e com um bom desenvolvimento de politicas sociais e de saúde; teremos bem menos politicos envolvidos com politicagem. E é através dela tb que teremos bons policiais realmente envolvidos com a causa social.

    A educação é a base. Todo o resto é a montanha.

    ResponderExcluir
  2. Namoro um adicto a menos de um ano. Quando eu o conheci, sabia que ele tinha algo de diferente Q não era bom. Mas me apaixonei e em menos de 3 meses ele teve uma recaída após sair de uma clínica Q ficou..nunca me imaginei andar tanto de mãos dadas com o pai dele, entrando nos matos da av Robert Kenedy - Cidade Dutra. Não o achamos....nesta ocasião ele apareceu após 3 noites. Fiquei em choque e com pena dele, nunca imaginei me relacionar com alguém assim. Já fumei maconha no passado, não queria julga-lo... Então decidi ajudar.... Hoje faltando exato um mês para completar um ano de namoro ele teve a quinta recaída... Está na rua a duas noites em MG e eu..... Estou grávida dele de 4 meses... Ele tentando se matar e eu tentando viver com um filho no ventre... Busquei no Google a palavra chave " como salvar alguém das drogas" não encontrei respostas somente este blog.. Onde a maioria é ainda usuário... E pior pessoas Q usam a anos e nao param... Lamentável ... Não sei se desisto dele e crio o meu filho sozinha ou se o ajudo... Embora vejo Q vcs não conseguem... Já sonhei Q eu tomava chumbinho... E já pensei em fazer isso... Vou me deitar e continuar entregando ele nas mãos do Sr Jesus... Não há nada Q eu possa fazer... Os depoimentos ajudaram... Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Não sei mais oque fazer .. Meu marido esta a fundo usando essa droga que já destruí tudo colocou tudo fora. Vendeu o carro dele que custa 40 mil vendeu por 1.25 . Perdeu mais de 50 mil fora o carro . mais a questão que esta preso. E sabemosque ah droga nesse lugar. Estou tentando entender como ajudalo. Porque. Nos ele já nos esqueceu. Vários falam larga de mao .. Mais como se ele era uma pessoa boa para nos e agora esta nesse ponto .

    ResponderExcluir
  4. Não sei mais oque fazer .. Meu marido esta a fundo usando essa droga que já destruí tudo colocou tudo fora. Vendeu o carro dele que custa 40 mil vendeu por 1.25 . Perdeu mais de 50 mil fora o carro . mais a questão que esta preso. E sabemosque ah droga nesse lugar. Estou tentando entender como ajudalo. Porque. Nos ele já nos esqueceu. Vários falam larga de mao .. Mais como se ele era uma pessoa boa para nos e agora esta nesse ponto .

    ResponderExcluir