sábado, 18 de setembro de 2010

Meu medo de estar só

A TV foi sem dúvida uma grande invenção para a humanidade não somente no que diz respeito à informação, como também em um aspecto que quero tratar aqui: o medo que temos de nós mesmos. A TV, por exemplo, nunca nos deixa sozinhos, por mais que o programa seja ruim, o apresentador ou apresentadora sem talento algum e as matérias a mais pura futilidade. O importante é não estarmos a sós! Mas por que este medo todo ? Não escrevo aqui para criar uma tese a respeito do assunto, mas apenas como um impulso de vontade, talvez para dizer a vocês algo que percebi em mim mesmo, e as vezes em outras pessoas, a fim de saber se isto realmente ocorre ou é apenas uma loucura individual.
Percebi que estar só é temerário. Sempre procuramos algo para fazer, algo para "distrair" nossa mente, mas por que ela necessita de distração? Hoje, por exemplo, um domingo fechado e chuvoso é o convite para sentarmos no sofá, desligarmos todos os aparelhos de TV, rádio e computador (apesar de estar usando um para escrever este texto) e procurar estar a sós conosco. Talvez seja perturbador refletir sobre o que andamos fazendo de nossas vidas, sobre o quanto é inútil nosso trabalho ou o quanto não gostamos do que fazemos, saber aonde estamos errando ou mesmo se podemos fazer algo melhor. Isto, na verdade, é temerário, um perigo para a "boa sociedade". Já pensaram em mais da metade da população quebrando tudo porque não aguenta o que faz todos os dias? O medo talvez seja de refletir sobre a mudança.
Bom, utilizei a TV como exemplo apenas por perceber que ela é meu meio de escapar, mas existem infinitas outras formas, como por exemplo aquelas pessoas que não conseguem ficar sem um namorado(a) ou tem de casar pelo medo de ficarem solitárias e não por amarem uma pessoa e assim desejar compartilhar com esta seus momentos bons e ruins.
Impressionante como me nego a sentar e ficar um pouco quieto sem ceder ao instinto de passar meus dedos pelo controle remoto, à procura da tecla que me "trará de volta" para o mundo. O mundo...uma ilusão acreditar que nós consumimos o mundo, é ele quem nos consome, a cada dia mais e mais (clichê esta ultima frase, não?). Talvez o medo de encarar este fato é que faça com que não consiga, nem por um minuto, sentar e imaginar quem sou e o que estou fazendo. O que serei nem importa tanto pois as coisas mudam com tal velocidade que nem as melhores expectativas poderiam nos trazer a mais tênue idéia do que será daqui a 1 ou 2 quilômetros à frente em nossa estrada. Enquanto isto podemos fugir o máximo possível, aproveitando para alimentar nossos desejos por um novo celular ou pelo modelo de vida ideal.
E por falar em vida, que ideal é este que procuramos? O quanto este foi vendido por alguém ou por um grupo? Será que ele é bom para mim? Humm...taí mais um motivo para ter medo de ficar longe da TV, talvez seja o medo de descobrir que este modelo é uma mentira! E o que fazer se descobrir isto? A estrada é longa gente (pelo menos eu espero que seja) e não vou arriscar, pelo menos no meu caso, palpite nenhum para os próximos quilômetros... Será que meu desejo pela ascenção profissional é uma maneira de encobrir o quanto eu sou vazio por dentro, o quanto eu desprezo as pequenas coisas boas da vida em troca do que as outras pessoas pensarão de mim? Será que meditar e mendingar um prato de arroz, como faziam os monges budistas, é uma vergonha ou significa que sua auto-estima é tão grande que está acima do que pensam as pessoas. Seria uma boa troca o status social em detrimento de uma busca do auto-conhecimento? Bom, para o auto conhecimento acredito existirem vários caminhos, mas pelo que entendo nenhum deles é através de um controle remoto. Parece que quanto mais paro para estar sozinho comigo, mais motivos vejo para "fugir" deste encontro fatídico, porém uma hora ou outra teremos que nos enfrentar face to face.
Gente, acho que precisamos é de mais amor, tanto com relação a nós quanto ao mundo. Você já falou hoje para a pessoa que você ama, que a ama? Encontrar os outros pode ser um bom começo para encotrar a nós mesmos. Então desliga esta TV e corre pro abraço!!!!

autor danielusp@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário